Sexta, 30 de Setembro de 2016

SAÚDE

Estado deixa de usar e desvia recursos
de combate ao Aedes Aegypti

Relatório da CGU revela irregularidades no uso de R$ 18,1 milhões

21 SET 2016Por DA REDAÇÃO06h:30

Com 36 mortes por dengue e 104.289 casos notificados da doença entre janeiro de 2015 e setembro deste ano em Mato Grosso do Sul, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MS) deixou de aplicar R$ 8.714.503,31 durante período de 13 meses em ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e ainda desviou a finalidade de outros R$ 3.473.755,46 que também deveriam ser usados na área de Vigilância em Saúde.   

Investigação realizada pela Controladoria-Geral da União (CGU/MS) concluiu que o governo do Estado não utilizou 48% dos recursos enviados pelo Ministério da Saúde para o controle das doenças (dengue, zika e chikungunya) - entre janeiro de 2015 e fevereiro de 2016 - e também usou de forma irregular mais de R$ 3,4 milhões.

(*) A reportagem, de Natália Yahn, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também