Segunda, 26 de Setembro de 2016

SEGURANÇA

Equipamentos usados na Olimpíada
vão monitorar presídios em MS

Estado vai receber 11 aparelhos de raio-x

22 SET 2016Por RODOLFO CÉSAR15h:47

Ministério da Justiça começou a repassar para a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) 51 equipamentos utilizados durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. 

O pacote inclui 11 aparelhos de raio-x, 24 portais detectores de metal e 16 detectores manuais, tudo avaliado em R$ 1,390 milhão. Como os produtos já são usados, haverá garantia de manutenção por período de dois anos.

Segundo o governo do Estado, foi possível reaproveitar estes equipamentos depois de haver negociação entre a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e a União. O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) divulgou que não haverá custo para Mato Grosso do Sul sobre a cessão dos aparelhos.

“Está previsto, segundo o termo de cooperação firmado entre a secretaria e o Ministério da Justiça e Cidadania, a destinação de viaturas, armamentos, munições, equipamentos de proteção pessoal, entre outros”, relatou o secretário José Carlos Barbosa, mencionando outros convênios.

Os equipamentos começaram a chegar na semana passada e serão instalados em diferentes penitenciárias estaduais. 

“São aparelhos de alta tecnologia, que proporcionam mais segurança no ato de revista quando do ingresso nos estabelecimentos, principalmente em dias de visita, ajudando a dificultar a entrada de materiais proibidos, como entorpecentes, armas e celulares”, afirmou o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia.

APARELHOS DIVIDIDOS

Os equipamentos estão sendo instalados por demanda de locais. A Penitenciária da Máxima, em Campo Grande, é um dos locais com carência.

A Agepen divulgou que naquela unidade ficará aparelho de raio-x tipo esteira e dois portais detectores. Os outros 10 raios-x serão distribuídos para as penitenciárias masculinas de Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Três Lagoas, Ponta Porã e Paranaíba. Também para os semiabertos masculinos de Dourados e da Capital, ao Presídio de Trânsito e o Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi.

Outras unidades que deve receber equipamentos são Amambai, Aquidauana, Bataguassu, Cassilândia, Coxim, Jardim, Nova Andradina, Rio Brilhante, e Naviraí.

Ano passado, a Depen já havia enviado 12 portais detectores de metalh e três aparelhos de raio-x, além de banquetas e detectores manuais.

NO BRASIL

O Ministério da Justiça está distribuindo 373 aparelhos de raio-x 60x40 e oito 100x100. A lista de equipamentos ainda tem 823 portais e 505 detectores manuais.

Esses equipamentos foram comprados pelo valor de R$ 44.636.967,50. A distribuição é feita a partir do tamanho do sistema penitenciário de cada estado.

Leia Também