Segunda, 20 de Novembro de 2017

CRISE

Prefeitura de Dourados decreta contenção de gastos e veta aumento de salários

Secretarias de Saúde e Educação devem reduzir 20% da folha

1 NOV 2017Por YARIMA MECCHI17h:02

A Prefeitura de Dourados publicou decreto de contenção de gastos e proibiu o aumento de salários ou gratificações, além de determinar que as secretarias de Saúde e Educação reduzam em 20% os gastos com a folha de funcionários e manutenção.

Conforme o Diário Oficial do Município, está vedada a prática de qualquer ato que aumente a despesa com pessoal.

A decisão da prefeita, Délia Razuk (PR), também impede a celebração de novos contratos de terceirização de mão de obra, locação de imóveis, locação de veículos, e outras medidas que impliquem em acréscimo de despesa neste exercício financeiro.

Razuk deixa vedada a compra de móveis, equipamentos e outros materiais permanentes e novos contratos para execução de obras e projetos de engenharia com recursos próprios até o encerramento do exercício de 2017, à exceção daqueles realizados com receitas vinculadas.

Todas as secretarias devem fazer contenção das despesas com custeio da máquina administrativa em pelo menos 20%, em relação ao valor registrado no primeiro semestre de 2017.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Dourados, mas as ligações não foram atendidas.

Leia Também