Terça, 21 de Novembro de 2017

causou problemas

Dois dias de outubro já teve
mais chuva que todo mês de setembro

Rajadas de vento de até 61 km/h causaram problemas na Capital

8 OUT 2017Por RODOLFO CÉSAR15h:06

Em dois dias de outubro já houve mais registro de chuva do que todo o setembro em Campo Grande, aponta medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Enquanto no mês passado a estação do Inmet registrou 45 mm de chuva, nos dias 2 e 7 foram 68,8 mm medidos.

Esse volume maior concentrado, aliado às rajadas de vento de até 61 km/h, causou problemas para a população de Campo Grande. Para pedestres, estar na rua durante a chuva gerou transtorno porque a drenagem de águas pluviais não funciona, principalmente no Centro, e é impossível não ficar molhado da cabeça aos pés.

As maiores chuvas neste mês concentraram-se no dia 2, quando em uma hora chegou a cair 13.4 mm. Neste sábado, o horário que caiu mais água foi entre 13h e 14h, com 6,6 mm, inclusive com ocorrência de granizo.

Em outubro começou a primavera, e com essa nova estação temporais devem ser registrados ao longo do mês na Capital.

A Defesa Civil de Campo Grande divulgou hoje que entre sábado e domingo foram registrados 10 ocorrências sobre queda de árvores em via pública, queda de árvores em fiação elétrica e também em residências. Casas também tiveram estrutura danificada por conta de infiltrações e nesta tarde, uma antena de internet atingiu uma residência no bairro São Jorge da Lagoa, que exigiu avaliação do órgão.

A falta de energia elétrica atingiu quem mora no Rita Vieira e Aero Rancho também. Em Dourados, foram cinco bairros que ficaram com fornecimento prejudicado.

Moradores de condomínio na Avenida Três Barras ficaram sem energia elétrica parte do dia de ontem porque uma árvore atingiu a fiação elétrica. No Aero Rancho, uma casa na Rua Carlos Drumont de Andrade ficou destelhada.

Problemas ligados ao clima podem ser relatados tanto aos Bombeiros, pelo 193, como para a Defesa Civil, que trabalha com o número de emergência 199. Os Bombeiros não divulgaram um balanço total de ocorrências. Entre os atendimentos de hoje está o de uma árvore caída na Rua Cabo Verde, no bairro Tijuca. 

A meteorologista do Inment, Neide Oliveira, informou que no Estado a chuva vai persistir, ainda com temperaturas bem elevadas.

"Ainda pode chover no Sul nesta segunda-feira (9), mas o sol deve predominar em grande parte do Estado. As temperaturas sobem um pouco mais e devem passar dos 40° C. Chove em forma de pancada no Noroeste, Oeste e Sul do Estado na quinta-feira (12)", informou sobre a previsão.

 
  • Destruição no Aero Rancho. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Destruição no Aero Rancho. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Destruição no Aero Rancho. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Destruição no Aero Rancho. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Bom Pastor. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Estragos na Lagoa Itatiaia. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Lagoa Itatiaia. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Lagoa Itatiaia. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Lagoa Itatiaia. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Rio Grande do Sul. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Rio Grande do Sul. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Rio Grande do Sul. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Rotterdan. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Rua Rotterdan. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Avenida Três Barras. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Avenida Três Barras. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado
  • Avenida Três Barras. Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Leia Também