Quinta, 08 de Dezembro de 2016

PROMESSA

Combate ao crime na fronteira
pode receber reforço em dezembro

Ministro informou ao governador que vai implantar núcleo especial

28 NOV 2016Por RODOLFO CÉSAR19h:49

O Núcleo de Inteligência, que tem o objetivo de combater o crime na fronteira do país, pode sair do papel em dezembro. O Ministério da Justiça e Cidadania prevê instalar o sistema em Mato Grosso do Sul.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que se reuniu com o ministro Alexandre Moraes na sexta-feira (25), informou que o Estado já espera o novo equipamento público para monitorar os 1,5 mil quilômetros de fronteira. São 1.131 km com o Paraguai e 386 km com a Bolívia.

"Esse núcleo é importante para trabalhar a inteligência na fronteira. A Força Nacional, que é composta de sete mil homens, está fazendo um chamamento e vai disponibilizar um grupo maior para as fronteiras de MS. Com isso começamos a sair das discussões e tratativas para a prática", declarou Reinaldo em agenda pública realizada no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS) hoje pela manhã.

Estão previstos cinco núcleos no Brasil e o primeiro será em Mato Grosso do Sul, que só no primeiro semestre apreendeu 150 toneladas de droga, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Há ainda expectativa para equipes da Força Nacional sejam enviadas para Estado, mas a instituição não confirmou essa informação hoje à tarde.

*Colaborou Valquíria Oriqui.

Leia Também