Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Novo valor

Tarifa de ônibus sobe R$ 0,28 e
custará R$ 3,53 a partir de segunda

Bernal anunciou que 79 novos ônibus serão comprados até janeiro

2 DEZ 2016Por ALINY MARY DIAS E KLEBER CLAJUS08h:49

Depois de impasse e negociações durante todo o mês de novembro, a prefeitura, enfim, publicou decreto nesta sexta-feira com o novo valor da tarifa do transporte coletivo de Campo Grande. A partir da segunda-feira (5), a tarifa do ônibus custará R$ 3,53 para as linhas convencionais e R$ 4,30 para os ônibus executivos, os famosos “fresquinhos”.

O prefeito Alcides Bernal (PP), disse durante agenda pública nesta manhã, que não houve aumento na tarifa, segundo ele, os R$ 0,28 de reajuste correspondem à reposição inflacionária. Praticamente durante todo o mês de novembro, o prefeito afirmou que a tarifa ficaria congelada no valor atual, de R$ 3,25 para o convencional e R$ 3,95 para a linha executiva.

Em relação à dificuldade de troco de R$ 0,02, o prefeito afirmou que não haverá problemas porque a maior parte dos usuários utiliza cartão e recarrega valores "cheios" e não apenas um vale. “A responsabilidade de disponibilizar troco para o usuário é da concessionária”, disse o prefeito.

Ainda conforme o decreto publicado hoje em diário oficial, andar de ônibus custará R$ 1,40 nas seguintes datas especiais: Dia do Trabalho, Dia dos Pais, Dia das Mães, Aniversário de Campo Grande, Finados, Natal e Ano Novo. 

NOVOS ÔNIBUS

Bernal também afirmou que convênio foi firmado entre a prefeitura, o Consórcio Guaicurus e a Caixa Econômica Federal. Foram liberados, segundo o prefeito, R$ 60 milhões para compra de 79 novos ônibus.

“Campo Grande foi a única que conseguiu esse convênio do Pró-Transporte. O valor vai direto para as empresas que produzem os ônibus e os veículos devem chegar em janeiro”, disse o prefeito.

Reforma dos terminais, pedido antigo de usuários do transporte, também será feita, segundo promessa de Bernal, e a expectativa é que as melhorias sejam concluídas até o mês que vem. 

Leia Também