Sexta, 26 de Maio de 2017

SAÚDE

Tribunal de Contas investiga fechamento parcial de hospitais em Campo Grande

Secretaria municipal de Saúde é alvo de auditoria do órgão

14 MAR 2017Por OSVALDO JÚNIOR18h:25

O Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS) começa hoje auditoria na Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande. O objetivo é identificar eventuais problemas, que impactaram no fechamento parcial de hospitais do município. A medida foi aprovada, por unanimidade, em reunião interna da corte, realizada ontem. Desde dezembro, diferentes unidades vêm suspendendo serviços. Estão com restrições nos atendimentos o Hospital Regional (HRMS), o Hospital da Mulher Vó Honória Martins Pereira, nas Moreninha III e, mais recentemente, o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HU). 

A partir de hoje, seis auditores iniciam os trabalhos de verificação de possíveis falhas na Sesau. A determinação é do presidente do TCE/MS, conselheiro Waldir Neves. De acordo com a assessoria do órgão, a decisão foi tomada com base em notícias da imprensa local e nacional sobre o fechamento de hospitais públicos de Campo Grande. 

O Tribunal nomeou, por meio da Portaria TC/MS nº 13/2017, força tarefa multidisciplinar, formada  por seis servidores para, em regime de urgência, realizar auditoria na Sesau. “O objetivo é apurar os fatos que levaram a esta decisão [fechamento de atendimentos dos hospitais] que põe em risco à vida de pessoas, sobretudo as mais pobres que dependem, exclusivamente, da rede pública de saúde”, afirmou a assessoria.  

Os auditores deverão apresentar, em três dias, relatório preliminar a partir da publicação da Portaria, que será publicada em edição Suplementar do Diário Oficial desta terça-feira.  

Leia Também