Sexta, 02 de Dezembro de 2016

SAÚDE

Suspensa há cinco meses, hemodiálise do HU pode ser retomada no próximo mês

Tratamento de 31 renais crônicos está sendo feito em clínicas particulares

14 OUT 2016Por DA REDAÇÃO06h:58

Com promessa de retomar o serviço de hemodiálise no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap), em Campo Grande, até o fim do mês de julho deste ano, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) - que administra a unidade - alega agora, quase cinco meses após a suspensão, que os procedimentos só voltam a ser realizados a partir de novembro.

O fechamento do setor de hemodiálise do Humap no dia 16 de maio deste ano, prejudicou 31 renais crônicos que precisam realizar o procedimento três vezes por semana para sobreviver. O serviço foi interditado devido a irregularidades sanitárias, problemas de contaminação na água e também nas máquinas usadas no hospital. 

No dia 19 de julho a reportagem do Correio do Estado questionou, junto à Ebserh, o fato de o setor estar fechado há mais de dois meses. Na época, em nota, a empresa afirmou que a retomada dos serviços de hemodiálise deveria “acontecer até o fim do mês (de julho)”.

(*) A reportagem, de Natalia Yahn, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também