Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Campo Grande

Redução no preço da gasolina não tem previsão para chegar ao consumidor

Gerentes de postos da Capital afirmam que preço não foi repassado por distribuidoras

17 OUT 2016Por GLAUCEA VACCARI16h:51

Redução de preços de gasolina e diesel nas refinarias, anunciado pela Petrobras, ainda não chegou ao consumidor em Campo Grande. De acordo com levantamento feito pelo Portal Correio do Estado em postos de combustíveis da Capital, ainda não há previsão para a queda de preços nas bombas.

Grupo Executivo de Mercado e Preços reduziu o preço do diesel em 2,7% e da gasolina em 3,2%, na refinaria. Esses preços entraram em vigor a partir de meia-noite de sábado.

Levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), entre os dias 9 e 15 de outubro, aponta que o preço médio da gasolina na Capital é de R$ 3,313 e do diesel de R$ 3,211. Valores não sofreram alteração com a redução nas refinarias.

Assessoria de imprensa do Sindicato do Comércio Varejista de Combustível, Lubrificante e Lojas de Convência de MS (Sinpetro), informou que o Sinpetro não se manifesta com relação a preços.

Gerente do posto WA Taurus, localizado na Rua 26 de Agosto, Gleice Ramos, informou que o preço reduzido ainda não foi repassado ao posto pela distribuidora. Conforme Gleice, ela está ciente do anúncio, mas não há previsão para que a baixa chegue as bombas.

Mesma explicação foi dada por gerentes de outros dois postos da Capital, que afirmam que a redução só deverá ocorrer quando houver queda no preço repassado pela distribuidora.

Gerente de posto localizado na Avenida Fernando Correa da Costa disse que hoje comprou combustíveis da distribuidora ainda pelo preço antigo.

Leia Também