Sábado, 10 de Dezembro de 2016

VENDA DE GÁS

Comerciantes irregulares 'correm'
para delegacia com medo de prisão

15 vendedores procuraram a Deops para regularizar situação

25 NOV 2016Por MARIANE CHIANEZI17h:47

Depois do primeiro dia da operação Gás Legal, deflagrada pela Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops) ontem (24), proprietários de estabelecimentos que comercializam gás de cozinha procuraram a unidade para regularizar situação.

Foram oito comerciantes que compareceram na delegacia para concluir o processo de regularização e mais sete entraram com o procedimento para providenciar a papelada necessária.

“A reportagem gerou um impacto e fez com que os comerciantes que não tinham a documentação nos procurassem para se regularizar”, disse o delegado titular da Deops, Wilton Vilas Boas de Paula, ao Portal Correio do Estado.

Para a venda de gás de cozinha é preciso ter licença ambiental, certificado do Corpo de Bombeiros, alvará da Prefeitura Municipal, além do alvará da própria Deops.

Telefone de contato da delegacia é (67) 3318-9023. O delegado destaca que a documentação não fica pronta no mesmo dia.

PRIMEIRA FASE DA OPERAÇÃO

Três comerciantes foram presos ontem pela venda ilegal de gás de cozinha. Mais de 160 botijões foram recolhidos também.

Dois dos estabelecimentos irregulares ficavam localizados na região do bairro Danúbio Azul, enquanto o outro na região do Maria Aparecida Pedrossian. Os autuados, que não tiveram identificação revelada, estão presos na delegacia.

Mais estabelecimentos serão fiscalizados no decorrer da ação, que vai percorrer vários bairros da Capital. Os locais não foram revelados para não prejudicar as investigações.

Leia Também