Sábado, 10 de Dezembro de 2016

saúde

Prefeitura empenha R$ 2,9 mi,
mas exames continuam suspensos

Empenho, publicado no Diário Oficial, ocorre a um mês do fim de mandato de Bernal

29 NOV 2016Por DA REDAÇÃO07h:00

Faltando um mês para o fim do mandato de Alcides Bernal (PP), a Prefeitura de Campo Grande empenhou R$ 2,9 milhões para compra de material hospitalar, laboratorial e farmacológico, relativo ao mês de outubro, conforme publicado na edição de ontem (28) do Diário Oficial do município.

Mesmo assim, com utensílios e reagentes em falta, a realização de exames na atenção básica e de urgência segue suspensa nas 68 unidades de saúde de Campo Grande. 

A ausência dos insumos impede os testes na rede municipal pelo menos desde o início do mês, quando servidores indicaram que exames como de colesterol e glicose não estavam sendo feitos, assim como os procedimentos solicitados nos atendimentos das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Os hemogramas também estavam interrompidos devido a falta de tubetes, equipamento utilizado para armazenamento do sangue coletado, desde o último dia 10.

*Leia reportagem, de Jones Mário, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também