Domingo, 04 de Dezembro de 2016

MOTIVO TORPE

Policial aposentado que matou vizinho
por disputa de terreno é julgado

Julgamento começou às 8h, no Tribunal do Júri, em Campo Grande

30 NOV 2016Por LAURA HOLSBACK08h:34

Policial civil aposentado Carlos Roberto Cerqueira, acusado de assassinar a tiros o vizinho Rodrigo José Rech, de 31 anos, no dia 24 de março de 2014, é julgado hoje, na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande. O crime ocorreu na frente da casa da vítima, na Rua Zola Cícero, Bairro Monte Castelo e o motivo teria sido briga entre eles pela posse de terreno que se arrastava na Justiça há mais de 10 anos.

Conforme o Tribunal de Justiça, Carlos Roberto é julgado pelo homicídio qualificado por motivo torpe e com recurso que dificultou a defesa da vítima. No dia, ele teria surpreendido o rival a tiros. Além da morte, o policial aposentado responde também por tentativa de homicídio, já que na mesma ocasião atirou contra outra pessoa, porém ela não foi atingida.

Na época o delegado que investigava o caso, Weber Luciano, declarou que o policial civil havia sido aposentado por sofrer de problemas psicológicos. “Ele pediu a arma para a Polícia Federal sem dizer que era aposentado por invalidez”, justificou sobre a posse do revólver de calibre 38 usado no crime.

O julgamento começou às 8h, sem previsão de encerramento. 

 

Leia Também