Terça, 27 de Setembro de 2016

CAMPO GRANDE

Carbonizado pode ter sido
morto por estrangulamento

Corpo estava 98% queimado, segundo a polícia, em meio a matagal

21 SET 2016Por LAURA HOLSBACK E RENAN NUCCI09h:00

Pode ter sido assassinada por estrangulamento a pessoa encontrada carbonizada, por volta das 7h de hoje, em área de vegetação, na região do Parque dos Poderes, em Campo Grande. A informação é do delegado plantonista Camilo Kettenhuber. O corpo foi achado em matagal à margem da rua sem asfalto Avanhandava, por homem que seguia para o trabalho. 

Segundo o delegado, a vítima estava quase toda queimada, por isso não foi possível determinar se era homem ou mulher. A informação inicial era de que poderia ser do sexo feminino. “Não foram encontrados documentos. Será feito cruzamento de DNA com registros de pessoas desaparecidas. Além disso, vamos pedir exame necropapiloscópico para identificar a vítima”, afirmou o Camilo Kettenhuber.

Somente a área em que o corpo estava continha vestígios de fogo e a suspeita é que tenha sido ateado na madrugada. Nenhum material inflamável foi encontrado. No entanto, policiais apreenderam telefone celular que estava próximo da vítima bastante danificado. A autoridade policial disse que o aparelho será submetido à perícia, assim como o cadáver para esclarecer a causa da morte.

“A pessoa morreu de língua de fora e isso é indício de estrangulamento. Pode ser que ela tenha sido morta em outro local e queimada nessa área de vegetação. Vamos investigar para tentar esclarecer”, pontuou o delegado Camilo.

 

Leia Também