Sábado, 10 de Dezembro de 2016

MPE

Para promotor, prefeito esconde realidade financeira da previdência municipal

Acusação é feita pelo promotor Marcos Alex, que investiga rombo

1 DEZ 2016Por DA REDAÇÃO05h:00

A administração de Alcides Bernal (PP) está escondendo os reais números do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG). A denúncia do deputado estadual Coronel David (PSC) sobre um possível rombo de R$ 109.777.347, entre os anos de 2012 e 2016 continua sem resposta satisfatória para o Ministério Público Estadual (MPE). 

O procedimento preparatório do fato está na 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público de Campo Grande e já recebeu três vezes os mesmos documentos do diretor-presidente do IMPCG e secretário Municipal de Administração, Ricardo Ballock. Conforme o processo, há indícios de que a gestão de Bernal tenta acobertar os números, apresentando o mesmo relatório sem aprofundar o balancete mensal da receita e despesas do órgão. 

O Ministério Público tenta garantir a transparência das contas desde agosto deste ano. A partir de setembro, o caso passou do promotor Fernando Martins Zaupa para as mãos do ex-coordenador do Grupo de Atuações Especiais Contra de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), Marcos Alex Vera. 

(*) A reportagem, de Gabriela Couto, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também