Segunda, 20 de Novembro de 2017

instalação outubro

Lâmpadas de LED paradas vão
cobrir 13 km de malha viária

Prefeitura divulgou que unidades serão instaladas em itinerário de ônibus

29 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR16h:27

As ruas onde há itinerário de ônibus serão prioritárias para receberem as lâmpadas de LED em Campo Grande. A instalação delas, conforme divulgado pela prefeitura hoje, vai começar na segunda quinzena de outubro. Ao todo, há 16.126 unidades estocadas.

Conforme dados oficiais, a malha viária que deve ter melhora na iluminação estende-se por 13 quilômetros.

"As lâmpadas substituídas serão utilizadas na manutenção da iluminação pública. A expectativa é que 90% do itinerário do transporte coletivo passe a ter iluminação pública com lâmpadas de LED", informou o governo municipal.

Na edição do Diário Oficial do Município de hoje, a prefeitura divulgou o resultado final do processo seletivo usado para contratar dois engenheiros eletricistas e seis eletricistas. Eles passarão por treinamento de 15 a 20 dias para começarem no trabalho.

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos de Campo Grande, Rudi Fiorese, explicou que os aprovados na seleção devem apresentar-se nesta segunda-feira (2), às 9h, na Secretaria Municipal de Gestão com documentos pessoais para finalizar a contratação.

"Além dos engenheiros elétricos e seis eletricistas, foram chamados dois engenheiros civis e dois arquitetos, que vão reforçar o setor de projetos da Secretaria de Infraestrutura", explicou nota da Prefeitura de Campo Grande.

O nome dos engenheiros elétricos aprovados são: Malcon Utuari Santos e Cleuir Viegas da Silva Mascarenhas. Os técnicos de operações são Mauri Lelis Queiroz, Agnaldo Cabral Peres, Diego Ferrera Mainate, Valério Mauro Garcia Alves, Paulo Alberto Vicente Nantes e Raylson de Oliveira Correa.

Para o setor de projetos da secretaria, os engenheiros civis selecionados são Gilmar Pereira Xavier e Eliane Ferreira Salvadori, além dos arquitetos Quézia Pinheiro Costa e Alan Rezende Pereira.

Os contratos deles têm validade de seis meses, podendo ser renovados por até 24 meses por conta da manutenção rotineira dos equipamentos.

Os engenheiros e arquitetos terão salário de R$ 5,2 mil, enquanto os técnicos vão receber R$ 2,5 mil para cumprir 40 horas semanais de trabalho.

LED

A prefeitura tem 16.126 lâmpadas de LED para serem instaladas e elas estão guardadas há mais de um ano para serem utilizadas.

O contrato de compra de instalação desses equipamentos foi alvo de investigação e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) identificou indícios de irregularidades. A licitação foi montada na gestão de Alcides Bernal (PP).

O contrato também foi questionado pelo Ministério Público Estadual na Justiça e houve anulação do convênio no valor de R$ 33,8 milhões entre a empresa que forneceu as LEDs, Solar Distribuidora e Transmissão S.A e a Prefeitura de Campo Grande.

A compra era de 30 mil lâmpadas, mas a empresa entregou 20 mil e instalou outras 4 mil. O pagamento do poder público à Solar foi de R$ 20,5 milhões.

A economia que as unidades já instaladas geraram chegou a 60%, informou o prefeito Marcos Trad (PSD) anteriormente. Até agora só 4 mil lâmpadas foram instaladas em partes do Aero Rancho, Moreninhas, Coophavilla e Jardim Noroeste, além das Avenida Eduardo Elias Zahran e Afonso Pena.

Leia Também