Terça, 21 de Novembro de 2017

operação

Investigado preso tinha 400 arquivos
de pedofilia em computador e celular

Hoje também, PF encontrou homem que compartilhou 18 mil imagens

27 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR15h:52

A Superintendência da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul confirmou hoje à tarde que o jovem de 21 anos preso por pedofilia tinha cerca de 400 arquivos, entre imagens e vídeos, tanto em computador como no celular.

O material que foi apreendido tem cenas de sexo explícito entre adultos, crianças e bebês. Os policiais chegaram até o suspeito depois de monitoramento na troca de conteúdo desse tipo pela internet.

Desde maio deste ano a Polícia Federal tem feito operações contra a pornografia infantil no país. Em Campo Grande, foi cumprido um mandado de prisão na época. No total, tinha sido expedidos 93 mandados de busca e apreensão, dois de prisão preventiva e um de condução coercitiva.

O homem preso hoje em Campo Grande morava no bairro Monte Castelo. Não foi confirmado se além de imagens, ele teria praticado sexo com criança. O nome do suspeito não foi divulgado. A Polícia Federal também cumpriu mandado de busca e apreensão no bairro Jardim dos Estados.

Quem ficou a frente das investigações na Capital sobre esse caso foram os delegados Cleo Mazzotti e Marcelo Alexandrino.

Ao mesmo tempo que agentes cumpriram mandato de prisão na Capital, em outro estado a PF encontrou um homem de 59 anos que havia disponibilizado na rede mundial de computadores mais de 18 mil arquivos com conteúdo de pedofilia. Ele foi preso em Sertãozinho (SP).

Tudo que foi apreendido, tanto em Mato Grosso do Sul como em São Paulo, vai passar por perícia para tentar rastrear a origem dos arquivos.

*Colaborou: Thiago Gomes.

Leia Também