Quinta, 21 de Setembro de 2017

Transporte aéreo

Infraero discutirá melhorias no aeroporto da Capital; MS descarta privatização

Ontem, 4 aeroportos foram privatizados ao custo de R$ 3,7 bilhões

17 MAR 2017Por ALINY MARY DIAS E KLEBER CLAJUS09h:46

Na próxima segunda-feira (20) o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se reúne com diretoria da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para discussão sobre investimentos e melhorias que precisam ser feitos no Aeroporto Internacional de Campo Grande. Nesta manhã, o governador descartou possibilidade de privatização do terminal, como ocorreu ontem com quatro aeroportos do Brasil.

Azambuja disse que além da Infraero, participam do encontro representantes da Agência Nacional de Aviação (Anac). Eles discutirão plano para que melhorias sejam feitas no aeroporto, que há anos é motivo de discussão para ampliação, que nunca saiu do papel.

Em relação à privatização, feita ontem com terminais de Salvador, Porto Alegre, Fortaleza e Florianópolis pelo valor de R$ 3,7 bilhões, o governador afirmou que essa não deve ser a realidade em Mato Grosso do Sul. “Sem privatização”, disse.

O governador relembrou o fato do Governo Federal ter afirmado no ano passado que privatizaria as BRs 262 267, que cortam o Estado. No entanto, o projeto segue sem andamento. "Essas rodovias estão meio estrangulados e o Governo Federal precisa retomar essa pauta", completou. 

 

Leia Também