Sexta, 30 de Setembro de 2016

INVESTIGAÇÃO

Imagens mostram homens
deixando corpo de Alceu Bueno

Polícia está com arquivo para ser analisado, carro não foi localizado

21 SET 2016Por RODOLFO CÉSAR19h:25

Imagens de segurança obtidas pela Polícia Civil podem ajudar na investigação conduzida pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) sobre a morte do ex-vereador Alceu Bueno.

Informações extraoficiais indicaram que esses vídeos mostram o carro que pode ser dele, um Land Rover, parando no local onde o corpo foi encontrado por volta das 2h de hoje. Dois homens desceram do veículo e abandonaram a vítima em matagal. Depois atearam fogo.

O último contato que Bueno manteve com a família foi por volta das 21h30min de ontem (20), quando enviou mensagem por celular.

Meia hora depois, familiares tentaram contato com o ex-vereador, mas ele não respondeu mais. Homem que seguia para o trabalho no começo da manhã de hoje foi quem encontrou o corpo carbonizado na Rua Avanhadava, no Parque dos Poderes.

Segundo a polícia, Bueno foi estrangulado e teve o corpo completamente queimado. A identificação só foi possível a partir de marcas como cicatriz na mão, placa titânio que o ex-vereador tinha e o chip de celular que era da vítima. O Instituto de Identificação, da Coordenadoria Geral de Perícias, confirmou as digitais também. O Land Rover que estava com ele ainda não foi localizado.

O delegado Edilson dos Santos, do Garras, disse que deve pedir a quebra do sigilo telefônico do empresário. Extraoficialmente, há informação que Bueno também ligou para outras pessoas além de familiares na noite de ontem.

HIPÓTESES

A polícia não descarta as hipóteses de latrocínio e de "queima de arquivo". Alceu Bueno foi condenado em processo de exploração sexual e denunciou detalhes do esquema.

Antes de virar réu, ele foi alvo de tentativa de extorsão por Fabiano Viana Otero, atualmente desaparecido, e Luciano Pageu, também empresário.

No mesmo processo que Alceu Bueno respondeu, apareceram Fabiano Viana Otero, Luciano Pageu, o ex-deputado Sérgio Assis e o ex-vereador Robson Martins.

 

Leia Também