Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Campo Grande

Homem alega que matou
vizinho porque era ameaçado

Autor mudou de endereço várias vezes para despistar polícia

30 NOV 2016Por VÂNYA SANTOS E LAURA HOLSBACK11h:03

Heverson Nascimento de Oliveira, 30 anos, foi apresentado hoje para a imprensa por equipe da 2ª Delegacia de Polícia, que o indiciou pelo assassinato do vizinho Luiz Carlos Carneiro, de 45 anos. Crime aconteceu por volta das 18h do dia 23 de outubro, em Campo Grande. Autor alega que matou porque era ameaçado.

De acordo com delegado Weber Luciano de Medeiros, Luiz Carlos caminhava pelo cruzamento das avenidas Cândido Garcia de Lima e Marquês de Herval, Bairro Nova Lima, quando foi surpreendido por Heverson, que se aproximou em uma motocicleta, sacou arma de fogo e efetuou quatro disparos contra a vítima, que morreu no local.

Investigadores da 2ª Delegacia da Capital descobriram que Heverson se mudou do barraco em que morava para a Favela Portelinha, em seguida para o Bairro Jardim Colúmbia e, por fim, para a casa de uma tia no Bairro Aero Rancho, onde foi preso no último dia 4.

Na ocasião, equipe da Polícia Militar flagrou o autor do crime portando revólver calibre .32. Em audiência de custódia, foi definido que Heverson seria encaminhado para a 2ª Delegacia, unidade policial onde confirmou ter assassinado Luiz Carlos. Sua versão foi comprovada por resultado de exame de comparação balística.

Heverson alegou que estava sendo ameaçado pela vítima. Ele disse que sempre viajava a trabalho e numa dessa viagens, a vítima que morava em frente a sua casa teria espiado a esposa do autor por um buraco do barraco onde morava. A mulher contou para o marido, que foi tirar satisfação com Luiz Carlos e que ele passou lhe ameaçar, foi quando Heverson comprou arma para se defender.

Leia Também