Sexta, 24 de Novembro de 2017

polícia acionada

Fiscalização de concessionária constata furto de energia em comércio

Técnico de medição fez vistoria em imóvel

6 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR17h:35

Fiscalização da própria Energisa denunciou na tarde de hoje furto de energia em comércio de frios que fica no bairro Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande. A Polícia Civil registrou boletim de ocorrência e perícia criminal fez avaliação para identificar o crime.

Técnico de medição da concessionária que atende a Capital fez a contatação de lacre rompido em medidor de energia. Esta seria a terceira vez que a mesma situação é identificada no comércio.

A conta é em nome de ex-proprietário do estabelecimento, que mora nas proximidades. O técnico de medição conversou com o titular da conta de energia e também o atual dono do comércio. Eles confirmaram que houve a venda do local há 20 dias.

O delegado Paulo Henrique Sá, da 3ª Delegacia de Polícia, também foi acionado para instaurar inquérito. Vai ser apurado agora quem rompeu o lacre para tentar fazer o desvio de energia elétrica.

No primeiro semestre, a Energisa e a Polícia Civil fizeram operação em 120 endereços para combater os chamados "gatos". Os bairros visitadas foram Monte Castelo, Coronel Antonino e Nova Lima. Foram constatados na época 12 furtos. O trabalho foi realizado no dia 14 de junho.

Em 2016, a concessionária divulgou que foram 40 mil casos ao todo, com prejuízo de R$ 100 milhões. Deste total, a empresa alegou que R$ 30 milhões seriam destinados ao pagamento de impostos e revertidos à população.

De acordo com a Polícia Civil, o responsável pela ligação clandestina responde por estelionato enquanto o proprietário da casa ou estabelecimento comercial por furto.

Leia Também