Sábado, 24 de Junho de 2017

Assitência social

Entidades assistenciais da Capital
sofrem com falta de repasse

Associações que atendem crianças não recebem desde janeiro

19 ABR 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Pelo menos sete entidades assistenciais de Campo Grande alegam atraso no pagamento de convênios com a prefeitura.

Desde janeiro elas não recebem recursos e uma delas, a Associação Campo-grandense da Pessoa com Deficiência (ACPD), dispensou os atendidos ontem e a Sociedade Educacional Juliano Varela está com as contas de água e luz atrasadas há três meses.

Representante da ACPD, Vanda Peres Begas afirma que não existe previsão, por parte da administração municipal, de quando essa transferência será feita. 

Segundo a secretária de assistência social, Maria Angélica Fontanari de Carvalho e Silva, não está ocorrendo atraso nas transferências. A situação é decorrente de falta de algum documento das entidades que ainda não receberam recurso.

Em nota, a SAS informou que mantém convênios com 63 Organizações da Sociedade Civil (OSC) e que o repasse anual é de R$ 9.768.858,00. Por mês, os pagamentos somam R$ 814.071,50. Até o momento, sete dessas organizações já receberam repasse, totalizando R$ 688.320,00 pagos. 

*Leia reportagem, de Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também