Domingo, 22 de Outubro de 2017

Temporal

Em menos de uma hora, veículos e
casas ficam danificados com temporal

Instituto de Meteorologia registrou ventos com mais de 74 km/h

13 OUT 2017Por ALINE OLIVEIRA E VALDENIR REZENDE14h:19

A chuva ocorrida no início da tarde desta sexta-feira (13) derrubou árvores e danificou veículos na Avenida Gunter Hans, na altura do bairro Tijuca, em Campo Grande. Uma delas caiu sobre um quiosque e sobre dois veículos localizados no estacionamento de uma agência do Banco do Brasil.

No momento do acidente, um dos motoristas estava no interior do carro e foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros, que encaminhou a vítima para uma unidade de saúde da região.

TORRE DE ENERGIA

Na Rua Antônio João Ribeiro, Coophamat, a força do vento derrubou uma torre de energia e na queda ela danificou duas kitnets. Em uma das moradias, um casal estava no quarto, mas não ficaram machucados e os danos foram somente materiais. 

Segundo um vizinho, que prefere não se identificar, a estrutura metálica era mal instalada: "Quando eu fui ver a torre, tinha caído por cima da casa. O dono do imóvel foi acionado, mas ainda não apareceu aqui", relatou.

Reportagem não conseguiu contato com proprietário do local para verificar a situação da instalação da antena.

INFORMAÇÕES CLIMATOLÓGICAS

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão da temperatura máxima para hoje é de 32° C e a chuva verificada no começo da tarde durou menos de uma hora e veio acompanhada de ventos com 74,16 quilômetros por hora.

Neste mês de outubro já foram registrados ao três temporais em Campo Grande. Em todos eles houve queda de árvores, destelhamento de casas, danos a imóveis e muita enxurrada, que atrapalhou pedestres de várias partes da Capital.

O Inmet informou que registro de chuvas com vento podem ocorrer até as 23h de hoje, conforme alerta emitido para órgãos oficiais. A lista de cidades que pode ser atingida por essa condição climática abrange 67 cidades, que excluem apenas municípios localizados na região do Bolsão, a leste de Mato Grosso do Sul.

* Colaborou Bárbara Cavalcante.

 
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado
  • Valdenir Rezende / Correio do Estado

Leia Também