Quinta, 08 de Dezembro de 2016

PEDE PROVIDÊNCIAS

Depois de crime, delegado cobra ação para acabar com "reuniões" perto de shopping

PM à paisana foi abordado por ladrões, perto do Shopping Campo Grande

19 OUT 2016Por LAURA HOLSBACK10h:10

Depois da tentativa de roubo que teve a participação de adolescente e acabou com comparsa dele baleado, delegado desabafa indignação e pede providências do poder público para acabar com constantes ''reuniões'' nas proximidades do Shopping Campo Grande, onde o crime ocorreu, ontem.

Há algum tempo os arredores do grande centro comercial se tornou ponto de encontro para adolescentes. Paralelo a isso, tornaram-se cada vez mais frequentes ocorrências de roubos na região.

Diante da situação e sem saber a conduta dos ''amigos'' que sempre estão reunidos, policiais civis desencadearam operação, em dezembro do ano passado, em que o alvo foram menores de idades. No entanto, na época, a ação policial que teria tido caráter preventivo não teve boa repercussão.

Na avaliação do delegado Reginaldo Salomão, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), a polícia faz o que pode, mas deveria haver atenção também do poder público. “A situação acaba sendo conflituosa entre polícia e sociedade, mas somos obrigados a fazer abordagens. Setor de atendimento social, como o Conselho Tutelar tem que desenvolver algum tipo de trabalho – que seja de conscientização, para acabar com os frequentes encontros desses adolescentes ao redor do shopping. O caso é grave e qualquer hora pode acabar em tragédia, com um deles baleado”, citou a autoridade policial.

A reportagem tentou contato por telefone com o Conselho Tutelar que atende a região central da cidade, mas as ligações não foram atendidas.

O CASO

Adolescente, de 17 anos, e Lorran Kelvin, 24, tentaram na tarde de ontem assaltar pedestre que é policial militar e estava à paisana. O crime ocorreu na Praça das Águas, localizada na Rua Oceano Atlântico, em frente ao Shopping Campo Grande.

Diante da ação criminosa, o militar reagiu e baleou Lorran na perna direita. Ele foi levado para a Santa Casa e segue internado em estado estável, conforme a assessoria de imprensa do hospital.  

O garoto que também agia no crime foi apreendido.  De acordo com o delegado Salomão, ambos já tinham passagens pela polícia.

 

Leia Também