Sábado, 10 de Dezembro de 2016

SALÁRIO ATRASADO

Contratados para construir casas estão há dois meses sem receber

Prefeitura disse que ONG é responsável por administração

14 OUT 2016Por VALQUÍRIA ORIQUI18h:17

Funcionários contratados pela Organização Não Governamental (ONG) Morar, para construir as casas nos lotes cedidos pela prefeitura de Campo Grande, nos bairros Vespasiano Martins, Bom Retiro e Jardim Noroeste, estão há dois meses sem receber pelo serviço.

De acordo com Vagner Aparecido da Silva, de 41 anos, cerca de 400 homens foram acionados para fazer o serviço. “Há dois meses estamos sem receber. Ficam nos enrolando. Nem material para construir tem. Há três semanas que estamos parados por falta de produto para trabalhar”, explicou um dos trabalhadores contratados para executar a obra.

Pelo serviço, cada pessoa recebe de R$ 30 a R$ 60. “O pedreiro recebe R$ 60 e o ajudante de pedreiro, R$ 30, por dia”, reforçou Vagner, que mora no bairro Santa Luzia e foi contratado para trabalhar na obra.

Com relação a falta de material, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que o material está previsto para chegar na próxima semana. Porém com relação ao atraso do pagamento dos funcionários, a prefeitura informou que o responsável pela administração é a ONG Morar.

A reportagem tentou contato com a ONG, sem sucesso. Nas redes sociais, última publicação é de 2013.

 

Leia Também