Domingo, 30 de Abril de 2017

CAMPO GRANDE

Chuva "derruba" 10ºC na temperatura e causa alagamentos em avenida

Bombeiros foram acionados para retirar árvores que caíram com os ventos

15 ABR 2017Por MARIANE CHIANEZI e TAINÁ JARA16h:47

Ligeira chuva atingiu Campo Grande neste sábado, como havia previsto a meteorologia, e fez com que o clima caísse 10ºC. Árvores caíram em diversos pontos da cidade, além de alagamentos em pontos "tradicionais".

No início da tarde, termômetros registravam 30ºC na Capital e, ao fim da chuva, passaram a marcar 20ºC, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Além disso, choveu 14 milímetros.

Corpo de Bombeiros foi acionado para cortar árvores que caíram na região dos bairros Lageado e Dom Antônio Barbosa. Na Rua Leopoldina Queiroz Maia, uma árvore de pequeno porte caiu sob um carro de passeio e prejuízos ainda serão analisados.

"Estava um temporal muito forte e estávamos dentro de casa, só ouvimos o barulho do vento. Aí ouvimos a queda em cima do carro", disse o dono do GM Celta, Jonas Santana, de 54 anos, ao Correio do Estado.

Árvore ainda maior, na Rua Manoel Macedo Falcão, caiu sobre uma carreta e assustou a família que estava no interior da residência. "Provavelmente danificou o teto da cabine, mas se não caísse em cima da carreta, cairia em cima da minha casa", disse o morador Claudinei Henrique da Silva, de 45 anos.

Ainda conforme o morador, árvore que cedeu teve parte cortada há cerca de seis meses pela prefeitura. Pessoas que residem nas proximidades pediram pela remoção completa, mas solicitação não foi atendida. "Antes de começar a chuva, estava ventando e eu decidi vir retirar a carreta de baixo dela, mas quando me aproximei, ouvi ela estralando e desisti", relatou Claudinei.

Além desses dois registros, rede elétrica foi prejudicada nas ruas Denício Dandolfo e Adelaine Figueiredo. Equipe da concessionária Energisa foi acionada. Um ponto de alagamento se formou na Avenida Guaicurus e quem tentou atravessá-la, enfrentou dificuldades com o veículo.

Segundo a previsão, pode haver mais tempestades em áreas isoladas do Estado. 

 
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado
  • Paulo Ribas / Correio do Estado

Leia Também