Sábado, 10 de Dezembro de 2016

CRUZAMENTO PERIGOSO

Carro invade preferencial, bate em outro, rodopia e derruba muro de igreja

Apesar do susto, as vítimas foram socorridas com ferimentos leves

25 NOV 2016Por VALQUÍRIA ORIQUI16h:40

Muro da igreja Congregação Cristã no Brasil, no bairro São Conrado, foi destruída ao ser atingida por um carro depois de acidente, na tarde de hoje, em Campo Grande.

De acordo com a Polícia Militar de Trânsito, veículo Gol, de cor prata, que era conduzido por rapaz de 27 anos, não respeitou a placa de pare, invadiu a preferencial e bateu no Meriva, de cor preta, conduzido por Mônica Cristina Rodrigues da Silva, de 41 anos, no cruzamento das Ruas Leão Zardo e General Valter Gustavo Escheneek. Com o impacto, o Gol atingiu o muro da igreja e o Meriva bateu em uma árvore.

As vítimas foram socorridas pela equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhadas com ferimentos leves para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Leblon. A mulher sentia dores na região da cintura e o homem na região do pescoço. 

Bastante abalada, Franciele Cristina Rodrigues dos Santos, de 22 anos, filha de Mônica, limitou-se a dizer à reportagem do Portal Correio do Estado que a mãe, vendedora de roupas, estava a caminho de uma cliente, quando foi atingida.

Já a mãe do condutor do Gol contou que o filho pediu para não deixar ser levado pelo resgate. “Ele mesmo ligou e disse que tinha sofrido um acidente. Quando cheguei, me pediu para assinar um termo de responsabilidade do Corpo de Bombeiros para que não fosse levado para UPA, mas eu não assinei e a equipe o levou”, relatou a mãe, que não quis passar o nome do filho e pediu para também não ser identificada.

Um dos militares que atendeu a ocorrência relatou que, ao ser socorrido, o condutor do Gol afirmou que não viu a placa de pare. 

Gol derrubou muro do estacionamento da igreja (Foto: Valquíria Oriqui / Portal Correio do Estado)

CRUZAMENTO PERIGOSO

Moradores do bairro se mobilizaram e realizaram abaixo assinado para solicitar à Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) sinalização no local. De acordo com uma das integrantes da igreja, o muro onde o carro bateu já foi derrubado três vezes.

“Este cruzamento é muito perigoso, já tiveram vários acidentes aqui e esta foi a terceira vez que derrubaram o muro. Teve uma vez que, além de bater no muro, o carro ainda andou pelo estacionamento da igreja”, comentou Odete Gomes Borba de Sousa, de 44 anos.

Leia Também