Domingo, 04 de Dezembro de 2016

'CASA CAIU'

Baiano recrutava jovens para roubos
de caminhonetes em Campo Grande

Cinco integrantes da organização criminosa foram presos em investigação

1 DEZ 2016Por LAURA HOLSBACK E RENAN NUCCI11h:14

Quatro jovens com idades entre 18 e 22 anos foram presos por envolvimento em roubos e tentativa de transporte de caminhonetes roubadas em Campo Grande para Bolívia ou Paraguai. O grupo foi recrutado por Everton Carvalho Correia, 20 anos, apontado como chefe da organização criminosa, que saiu fugido de Salvador, na Bahia, para a capital sul-mato-grossense. Comparsas de Everton foram identificados como Alexandre Urbano da Silva, 18 anos, Jhonatan Quirino Alves, 20, Ewerton Araújo Roque, 21, e João Wellington da Silva Nogueira, 22 anos.

De acordo com o delegado responsável pela investigação Gustavo Ferraris, da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv), foi comprovada participação da quadrilha em cinco roubos de caminhonetes em que, na maioria, o líder do bando Everton Carvalho, agiu sozinho nas abordagens às vítimas. “Ele tinha como preferência pessoas que estavam distraídas nos veículos. Em alguns casos, contratou comparsas para auxiliar nas ações e em outros para levar caminhonetes para outros países”, citou a autoridade policial.

CASOS

No primeiro caso que chegou ao conhecimento policial, no dia 22 de junho, sozinho e com arma de fogo, Everton roubou Hilux de mulher, de 43 anos, no centro da cidade. A caminhonete foi entregue para comparsa - o qual segue foragido, e vendida na Bolívia por R$ 17 mil.

No dia 17 do mês seguinte, também sozinho, Everton tomou L200 de rapaz, de 25 anos, no centro da Capital. Neste caso, a vítima foi levada de refém e abandonada em matagal. Entretanto, minutos depois Everton retornou ao local para sondar a vítima e, ao se deparar com policiais militares, abandonou a caminhonete.

Já no próximo roubo de outra Hilux, no dia 22 de agosto, em Terenos, Everton contou com o auxílio de Jhonatan. Nesta ação a vítima reagiu e mais uma vez o plano de levar a caminhonete para fronteira teve de ser abandonado. Os dois fugiram a pé e somente Jhonatan foi preso, na região da BR-262.

Cinco dias depois, Everton recrutou João para agir no roubo de uma L200. Grupo de cinco pessoas que ocupava o veículo foi surpreendido quando chegava em condomínio, no Chácara Cachoeira. Enquanto Everton saiu com a caminhonete, João ficou em poder dos reféns. Entretanto, as vítimas regiram e espancaram o assaltante que acabou preso. Ao telefonar para o cúmplice, Everton foi atendido por policial militar e optou por abandonar a L200.

No dia 5 de outubro, Everton teve o apoio de Ewerton Roque e Alexandre no roubo de S10, levada de engenheiro de 64 anos. O crime ocorreu no Bairro Monte Castelo e apenas Ewerton e Alexandre foram presos quando tentavam levar a caminhonete para fora do país, no macroanel da saída para Sidrolândia.

Enfim, o líder das ações criminosas acabou preso no dia 10 de novembro. Ele foi encontrado depois que Titan que havia roubado ter sido recuperada. De acordo com o delegado Gustavo, Everton mora na Capital desde março do ano passado. Ele saiu de Salvador fugido porque tinha envolvimento no tráfico de drogas e era ameaçado de morte.

Ainda conforme a autoridade policial, há suspeita de participação da organização criminosa em outros casos e inquérito para investigação continua em andamento.  

Leia Também