Segunda, 26 de Junho de 2017

CAMPO GRANDE

Agente patrimonial usou falsa bomba
para ameaçar colegas na SAD

Suspeito teria bebido e usado drogas antes do fato

18 ABR 2017Por MARIANE CHIANEZI16h:36

Funcionário concursado do Governo do Estado, Éder Tiago Braz, de 37 anos, responderá por ameaça e perturbação de sossego depois de invadir a sede da Secretaria de Administração (SAD), na manhã de hoje, procurando pelo secretário Carlos Alberto Assis.

Investigadores da 3ª DP de Campo Grande e do Setor de Investigações Gerais (SIG), identificaram que ele seria morador do Jardim Noroeste. Na casa do rapaz, os agentes encontraram uma porção de maconha, bebida alcoólica e um simulacro de arma.

Éder foi preso em seguida e encaminhado para a unidade policial no Carandá Bosque. Conforme o delegado Geraldo Marin Barbosa, suspeito afirmou que estava revoltado por conta de algumas faltas que havia levado no trabalho.

“Ele faltou uns dias ao trabalho na época do carnaval e queria repor e retirar as faltas, mas foi negado. Ele disse que estava se sentindo injustiçado e antes do fato, teria usado drogas e ingerido bebida alcoólica", afirmou o delegado.

Suspeito disse estar arrependido e não quis falar com a imprensa. Ele responderá processo administrativo também.

CASO

Éder, conforme as testemunhas, chegou à SAD hoje pela manhã e levantou a camisa para mostrar que tinha uma certa a quantidade fios enrolados no corpo, afirmando ser uma bomba. Além disso, ele estava com uma arma, confirmada posteriormente ser simulacro.

O servidor público teria perguntado pelo secretário de Estado de Administração, Carlos Alberto Assis, mas ele concedia entrevista a uma rádio de Campo Grande e não chegou a falar com o suspeito.

Leia Também