Segunda, 25 de Setembro de 2017

INTERIOR

Bombeiros combatem incêndio em frigorífico de Aquidauana

Depósito da madeira que serve de combustível para os fornos da empresa

14 SET 2017Por Eduardo Miranda09h:18

O grupamento do Corpo de Bombeiros em Aquidauana - cidade distante 142 quilômetros de Campo Grande - atende desde a meia-noite de ontem, incêndio no Frigorífico Buriti. 

As primeiras informações indicam que o depósito da madeira que serve de combustível para os fornos da empresa foi destruído pelas chamas. As unidades de abate não teriam sido danificadas. No início da manhã, os militares faziam o trabalho de rescaldo do incêndio.

Aquidauana tem sido a cidade mais quente de Mato Grosso do Sul nos últimos dias, conforme levantamento das estações monitoradas pelo meteorologista O grupamento do Corpo de Bombeiros em Aquidauana - cidade distante 142 quilômetros de Campo Grande - atende desde a meia-noite de ontem, incêndio no Frigorífico Buriti. 

As primeiras informações indicam que o depósito da madeira que serve de combustível para os fornos da empresa foi destruído pelas chamas. As unidades de abate não teriam sido danificadas. No início da manhã, os militares faziam o trabalho de rescaldo do incêndio.

Aquidauana tem sido a cidade mais quente de Mato Grosso do Sul nos últimos dias, conforme levantamento das estações monitoradas pelo meteorologista Natálio A. Filho. Nesta quarta-feira (13), a temperatura verificada na cidade foi 40,1ºC e a sensação térmica 44,2ºC.

A umidade relativa do ar chegou aos 13%, nível considerado “emergência” na escala que mede os danos do tempo seco à saúde humana.

Nesta quarta-feira (13), a temperatura verificada na cidade foi 40,1ºC e a sensação térmica 44,2ºC. A umidade relativa do ar chegou aos 13%, nível considerado “emergência” na escala que mede os danos do tempo seco à saúde humana. 
 

Leia Também