Sábado, 10 de Dezembro de 2016

LATROCÍNIO

Assaltantes simulam interesse em
compra e matam dono de caminhonete

Crime ocorreu em cidade do Paraná e Triton foi recuperada no MS

29 NOV 2016Por LAURA HOLSBACK06h:44

Negociação para venda de caminhonete acabou em latrocínio (roubo seguido de morte) no fim de semana. O veículo Triton foi recuperado, mas o corpo do proprietário Élio Gustavo Lima Marqueze, 27 anos, não havia sido localizado até ontem. O assassinato ocorreu em Paranavaí, no Paraná, no domingo (27), e a caminhonete foi apreendida em Batayporã, por volta das 20h dessa segunda-feira.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, policiais militares foram até a Avenida Brasil depois de receberem denúncia de que no endereço havia veículo roubado. Na ocasião, casal de jovens foi preso em poder da Triton. Johnatan William Siviero, 20 anos, confessou participação dele e de um amigo no crime.

Em depoimento, o preso disse que tinham simulado interesse em comprar o veículo e que o comparsa – que ocupava o banco de trás, atirou em Élio depois de saber onde ficava dispositivo de segurança da ignição. A vítima foi morta com dois tiros na cabeça, enquanto dirigia.

Na caminhonete, havia amigo de Élio que, ao presenciar o crime, lutou com o assaltante e quase também foi assassinado, mas a arma falhou. Com o veículo em movimento, ele saltou e se livrou de ser executado.

Em entrevista para o jornal Diário do Noroeste, o sobrevivente contou que o amigo negociava a caminhonete desde sexta-feira (25). O valor que teria sido acertado para pagamento à vista era de R$ 85 mil. A vítima e o amigo tinha ido ao endereço combinado, no Paraná, para entregar a Triton, mas acabaram na armadilha dos criminosos. O segundo envolvido no latrocínio segue foragido.

 

Leia Também