Domingo, 19 de Novembro de 2017

REIVINDICAÇÕES

Agentes penitenciários ameaçam paralisar atividades em MS

Sindicato afirma que são 16 mil presos para 1600 servidores

13 SET 2017Por MARESSA MENDONÇA12h:33

Agentes penitenciários que atuam em Mato Grosso do Sul ameaçam paralisar as atividades a partir do dia 24 deste mês. Isto porque eles não aceitaram a proposta de reajuste salarial oferecida pelo governo  de 2,94%. A categoria reclama ainda das condições de trabalho e denuncia ameaças feitas por integrantes de facções criminosas contra os servidores.

Na tarde de ontem, 250 agentes participaram de protesto em frente ao prédio da Governadoria. 

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS (Sinsap), André Luiz Santiago, o risco que a categoria corre deve ser levado em consideração quando se trata de reajuste salarial.

Ele afirma que lideranças de facções determinaram recentemente ações criminosas nas cidades de Jardim, Coxim e Três Lagoas.

Além disso,  redigiram lista de ameaças com nome de cinco servidores. “Nossa categoria está numa situação caótica", declarou.

FALTA DE PESSOAL

Outra queixa do sindicato é em relação a nomeação dos aprovados no último concurso da Agepen. Segundo ele, faltam 91 dos 435 servidores que deveriam ter sido contratados.

Hoje o Estado conta com 1600 agentes para uma massa carcerária de 16 mil presos.

Leia Também