Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Presidente da República

Temer embarca para o Japão
após cúpula dos Brics na Índia

17 OUT 2016Por G110h:45

O presidente da República, Michel Temer, embarcou na manhã de hoje para Tóquio, capital do Japão, após encontro da cúpula do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) na Índia. Ele deve chegar ao país nesta terça (18) e terá, ao longo do dia, reuniões com a embaixada brasileira na cidade.

Esta será a primeira visita de um chefe de Estado brasileiro ao país asiático em 11 anos. Em novembro de 2015, a então presidente Dilma Rousseff chegou a marcar uma viagem ao Japão, mas a cancelou, o que gerou um mal-estar diplomático.

Para o dia 19, estão previstos na agenda do presidente uma reunião com o imperador Akihito, no Palácio Imperial, e um almoço com empresários brasileiros e japoneses, no qual Temer buscará atrair investimentos estrangeiros.

Já no dia 20, último dia da viagem internacional, Temer deverá se reunir com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para, em seguida, embarcar de volta ao Brasil. A previsão é que o presidente chegue a Brasília na sexta (21).

A comitiva que acompanha Temer é formada pela primeira-dama, Marcela Temer, e ministros, entre eles José Serra (Relações Exteriores) e Marcos Pereira(Indústria, Comércio Exterior e Serviços), além do secretário do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), Moreira Franco.

O ministro Kazuhiro Fujimura, da Embaixada do Japão no Brasil, em declaração a jornalistas na última sexta (14), afirmou que a expectativa é que a economia brasileira melhore após "dificuldades políticas e econômicas".

"As coisas estiveram paradas para novos investimentos [de indústrias japonesas]. O novo governo vai começar a trabalhar para tomar medidas favoráveis e o clima vai ser muito melhor", declarou.Segundo a embaixada japonesa, atualmente, cerca de 700 empresas nipônicas têm negócios no Brasil. "A visita do presidente Temer significa uma expansão das relações e a promoção de cooperações políticas, econômicas, tecnológicas, esportivas e de Defesa", afirmou Fujimura.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, cerca de 180 mil brasileiros vivem no Japão. No ano passado, o intercâmbio comercial entre ambos os países foi de US$ 9,7 bilhões e os investimentos diretos japoneses no Brasil alcançaram US$ 2,8 bilhões, informou.

Índia

Na manhã desta segunda-feira no horário local de Goa, na Índia, o presidente Michel Temer se reuniu com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e empresários de ambos os países. Na ocasião, Temer afirmou que o Brasil passa por um "processo de transformação" e citou a PEC do teto, que limita o aumento dos gastos públicos pelos próximos 20 anos.

"A retomada de crescimento econômico requer presença ativa no Brasil, não só internamente, mas nos principais mercados do mundo. Temos grande sintonia no sentido de manter o dinamismo econômico, criar empregos e controlar a inflação. Tive até a oportunidade de mencionar uma medida de natureza constitucional com o objetivo de controlar os gastos públicos", discursou Temer.

Entre outros assuntos discutidos pelo presidente brasileiro e o primeiro-ministro indiano estiveram a defesa, agricultura, indústria farmacêutica, questão ambiental e parcerias público-privadas.

No sábado (15) e no domingo (16), na cúpula do Brics, Temer já havia enfatizado que a economia brasileira está se recuperando e que o país adotou medidas de responsabilidade fiscal para conter o rombo nos cofre públicos. Aos chefes de estado dos demais países do grupo, o presidente afirmou que o Brasil começa a "entrar nos trilhos".

Leia Também