Terça, 26 de Setembro de 2017

Balanço

PF prendeu 232 pessoas por tráfico de drogas no Aeroporto de Guarulhos este ano

O número é quase 30% maior do que o registrado em 2016

15 SET 2017Por G109h:36

A Polícia Federal prendeu, entre janeiro e agosto deste ano, 232 pessoas por tráfico de drogas no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O número é quase 30% maior do que o registrado no mesmo período de 2016, quando 182 criminosos foram detidos. 

Apesar da forte vigilância e do policiamento, frequentemente o Aeroporto de Guarulhos é o local escolhido por traficantes que tentam embarcar com drogas para fora do brasil. Este ano aumentou também a quantidade de entorpecentes apreendidos. 

Em meio a uma multidão de 110 mil passageiros que transitam por dia nos terminais, foi apreendida mais de uma tonelada e meia de drogas em 2017. A cocaína lidera o ranking de apreensões, seguida da maconha e da metanfetamina. 

Desde 2001, foram mais de 18 toneladas encontradas nas mãos das chamadas mulas - pessoas que recebem para transportar a droga de um país a outro. Os brasileiros são os mais presos no aeroporto por se submeterem a esse tipo de serviço. Depois, na ordem, aparecem os africanos e os demais sul-americanos. 

A criatividade dos traficantes chama a atenção. Fundos falsos em malas, móveis, equipamentos de som, instrumentos musicais, alimentos, chinelos, nas meias e até desodorante são usados na tentativa de burlar a fiscalização. 

O delegado Marcelo Ivo de Carvalho, chefe da PF em Cumbica, relembra um caso inusitado: “Nós tivemos um caso muito interessante em que a droga ela foi ocultada em sacos de feijão. Cada feijão era um pacote de cocaína e ele foi muito bem confeccionado”. 

Marcelo Ivo afirma que o número de prisões e apreensões de drogas no Aeroporto de Guarulhos têm aumentado por conta do aprimoramento da fiscalização. Ele também ressaltou o trabalho de inteligência da polícia e a cooperação de outros órgãos internacionais. 

 

Leia Também