Domingo, 19 de Novembro de 2017

Lava Jato

Palocci oferece informações valiosas à Lava Jato

Preso desde setembro de 2016, Palocci responde a ação penal sobre lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva

20 ABR 2017Por Metrópoles19h:00

O ex-ministro Antonio Palocci (governos Lula e Dilma/Fazenda e Casa Civil) sugeriu entregar informações do interesse da Lava Jato ao juiz Sérgio Moro. Durante seu interrogatório, o petista se ofereceu a citar fatos com nomes, endereços e operações realizadas.

Preso desde setembro de 2016, Palocci foi interrogado em ação penal sobre lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva relacionados à obtenção, pela empreiteira Odebrecht, de contratos de afretamento de sondas com a Petrobras.

Segundo a denúncia, entre 2006 e 2015, Palocci estabeleceu com altos executivos da Odebrecht ‘um amplo e permanente esquema de corrupção’ destinado a assegurar o atendimento aos interesses do grupo empresarial na alta cúpula do governo federal.

O Ministério Público Federal aponta que no exercício dos cargos de deputado federal, ministro da Casa Civil e membro do Conselho de Administração da Petrobras, Palocci interferiu para que o edital de licitação lançado pela estatal e destinado à contratação de 21 sondas fosse formulado e publicado de forma a garantir que a Odebrecht não obtivesse apenas os contratos, mas que também firmasse tais contratos com a margem de lucro pretendida.

 

Leia Também