Quinta, 08 de Dezembro de 2016

PF

Operação Acrônimo leva filho de ex-governador do Tocantins para depor

30 NOV 2016Por FOLHAPRESS12h:54

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (30) a 12ª fase da Operação Acrônimo. Ela acontece no Tocantins e no Distrito Federal, com mandados expedidos pela Justiça de Tocantins.

O deputado estadual do Tocantins Eduardo Siqueira Campos (DEM-TO), filho do ex-governador Siqueira Campos, foi alvo de busca e de condução coercitiva.

Há outros quatro mandados de condução coercitiva, mas nenhum de prisão expedido.

A operação da PF se refere a uma licitação do Detran do Estado.

A Acrônimo teve a primeira fase deflagrada em 2015, investigando um esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), foi alvo de algumas delas, suspeito de ter usado os serviços de uma gráfica durante a campanha eleitoral de 2014 sem a devida declaração dos valores e de ter recebido "vantagens indevidas" do proprietário dessa gráfica, o empresário Benedito Oliveira.

OUTRO LADO

A reportagem não obteve o posicionamento da defesa de Eduardo Siqueira Campos até a publicação deste texto.

Fernando Pimentel nega envolvimento em irregularidades.

Leia Também