Terça, 22 de Agosto de 2017

RISCO É ALTO

Jovem morre após beber refrigerante,
café e energético no mesmo dia

19 MAI 2017Por Bolsa de Mulher20h:00

Davis Allen Cripes, um adolescente norte-americano de 16 anos, morreu após ter uma overdose de cafeína causada pela ingestão de três bebidas supercomuns no mesmo dia: refrigerante, café e energético.

De acordo com o site da rede de TV NBC, o legista responsável pelo caso, Gary Watts, afirmou, durante uma coletiva de imprensa, que a alta quantidade de cafeína provocou uma arritmia cardíaca e, consequentemente, a morte do rapaz.

“Neste dia em particular, nas duas horas anteriores à morte dele, nós sabemos que houve o consumo de um refrigerante diet grande da marca Mountain Dew, um café latte do McDonald's e também algum tipo de bebida energética”, afirmou Watts.

“Estas bebidas podem ser muito perigosas. Eu falo para os amigos e familiares não tomarem”, comenta o legista.

Para Watts, este caso não serve para incriminar as marcas das bebidas ingeridas por Davis, mas para conscientizar que grande quantidade de cafeína e a forma como ela é ingerida podem provocar consequências terríveis.

Riscos da cafeína: bebidas podem ser perigosas

São comprovados os males causados pela cafeína ao corpo, especialmente quando há uma grande ingestão em curto período. Além de efeitos comuns como irritação no estômago e insônia, há o risco de aceleração cardíaca - como no caso do jovem norte-americano -, vômitos, diarreia e até mesmo desorientação e letargia momentâneas, que é quando o indivíduo perde a capacidade de reagir.

Apesar de as três bebidas consumidas pelo adolescente serem ricas em cafeína, o energético parece ter um efeito ainda mais nocivo no organismo. Segundo um estudo publicado pelo Journal of the American Heart Association, 946 ml de uma bebida energética com 320 miligramas de cafeína resultou em mudanças mais profundas na atividade elétrica do coração e na pressão sanguínea do que qualquer outra bebida com a mesma quantidade de cafeína.

A dose considerada segura pela U.S. Food and Drug Administration - órgão norte-americano regulamentador - é de até 400 mg de cafeína ao dia (aproximadamente 5 xícaras de café). No entanto, a Associação ressalta que os energéticos frequentemente têm misturas de elementos energéticos, o que pode ser perigoso.

Caso de overdose de cafeína 

Em 2015, no Reino Unido, dois jovens foram internados em estado grave após receberem alta dosagem de cafeína durante um experimento científico na Universidade de Northumbria.

Cada um dos rapazes tomou uma quantidade de cafeína equivalente à de 300 xícaras de café devido a um erro de dosagem. 

Leia Também