Segunda, 26 de Junho de 2017

SEGURANÇA

EUA acusam agentes russos de invasão de redes do Yahoo

Ataque contra o sistema Yahoo afetou 500 milhões de usuários

15 MAR 2017Por FOLHAPRESS21h:00

Dois agentes do serviço russo da inteligência e dois hackers foram formalmente acusados nesta quarta-feira (15) de um ciberataque em 2014 contra o sistema Yahoo que afetou 500 milhões de usuários, anunciou o Departamento de Justiça dos EUA.

Juntos, os quatro homens enfrentam 47 acusações criminais, incluindo conspiração, fraude de computador, espionagem econômica, roubo de segredos comerciais e roubo de identidade agravado, de acordo com as autoridades americanas.

Os espiões russos "protegeram, dirigiram e pagaram hackers criminosos" para realizar a invasão do Yahoo, que tinha por objetivo final chegar a jornalistas e membros do governo dos EUA, afirmou o Departamento de Justiça.

Os dois agentes foram identificados como Dmitry Dokuchaev, 33, e Igor Sushchin, 43, e fariam parte da FSB, a agência que sucedeu a KGB.

Segundo as autoridades americanas, Dokuchaev e Sushchin contrataram Alexsey Belan e Karim Baratov para realizar a invasão, que foi descoberta no ano passado, em uma ação que uniu espionagem promovida pelo Estado ao roubo de dados criminoso tradicional, afirmaram os promotores.

Os agora acusados "tinham como objetivo as contas no Yahoo de funcionários dos governos dos Estados Unidos e da Rússia, incluindo pessoal da cibersegurança, diplomatas e militares", afirmou a secretária adjunta da Justiça, Mary McCord.

Também buscavam atingir "jornalistas russos, funcionários de outras redes que eles queriam invadir e empregados de entidades comerciais e de serviços financeiros", afirmaram as autoridades do Departamento de Justiça.

McCord disse que Baratov foi preso nesta semana, depois de um pedido apresentado pelo Canadá.

Leia Também