Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Tragédia

Equipes de TV da Fox e da Globo estão
entre mortos do voo da Chapecoense

29 NOV 2016Por IG09h:44

Autoridades colombianas afirmaram nesta terça-feira (29) que, entre os 76 mortos do acidente aéreo com o avião da Chapecoense, estão 21 jornalistas e representantes da imprensa e nove tripulantes, além dos jogadores e dirigentes esportivos. As equipes de imprensa são das emissoras Fox e Globo, além de canais de rádio. 

Confira: CBF e Conmebol se manifestam sobre o acidente com a Chape

Ao todo 22 jogadores da Chapecoense estavam no avião que caiu na noite de ontem no município de La Ceja, perto de Medellín, onde a equipe catarinense disputaria a final da Copa Sul-Americana.

Logo após o acidente, a informação era de que apenas os goleiros Danilo e Jackson Follmann e o lateral Alan Ruschel tinha sobrevivido ao acidente.   Ao amanhecer, as equipes de resgate encontraram mais um jogador vivo. Seria o zagueiro Hélio Zampier Neto, que tem passagem pelo Santos.

Alguns atletas não embarcaram com a delegação, como Neném, Hyoran, Martinucico, Nivaldo, Rafael Lima e Demerson, que não vinham sendo usados pelo técnico Caio Júnior, que também faleceu. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, estava na lista de convidados do clube, mas não viajou.

Entre os 72 passageiros, além dos 22 jogadores, havia 18 membros da comissão técnica, oito da diretoria, três convidados, incluindo o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Peixoto Filho, e 21 representantes da imprensa, inclusive o ex-jogador e ex-técnico Mário Sérgio, comentarista dos canais Fox Sports.

Veja a lista completa de passageiros:

1. Victorino Chermont
2. Rodrigo Gonçalves
3. Devair Paschoalon
4. Lilacio Júnior
5. Paulo Clement
6. Mario Sergio Paiva
7. Guilher Marques
8. Ari Júnior
9. Guilherme Laars
10. Giovane Klein
11. Bruno Silva
12. Djalma Neto
13. Adré Podiacki
14. Laion Espindula
15. Renan Agnolin
16. Fernando Schardong
17. Edson Ebeliny
18. Gelson Galiotto
19. Douglas Dorneles
20. Jacir Biavatti

RESGATE

Ainda com informações da imprensa local e agências internacionais de notícias, o avião, de prefixo CP2933, da empresa LAMIA Airlines, se acidentou pouco antes de chegar ao destino, no município de La Unión. Uma das hipóteses para a causa do acidente seria uma possível falta de combustível na aeronave.

O local do aciente é de difícil acesso, por sua característica montanhosa. As condições climáticas dificultaram a chegada das equipes de resgate, que só conseguiram chegar por terra. O prefeito de Antioquia solicitou ajuda de moradores para ter acesso ao local.

Tragédia: Torcedor do Palmeiras morre durante comemoração do título

 A delegação catarinense saiu do aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, na tarde de segunda-feira rumo à Medellín, onde enfrentaria o Atlético Nacional pelo primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. O voo fez uma escala técnica em Santa Cruz de la Sierra.

O jogo foi cancelado.

 

Leia Também