Domingo, 04 de Dezembro de 2016

TRAGÉDIA

Caixa-preta de avião que levava Chapecoense é encontrada

O objeto está sob custódia das autoridades que investigam o caso

29 NOV 2016Por O TEMPO16h:15

O ministro dos Transportes da Colômbia afirmou que a caixa-preta da aeronave que transportava jogadores e comissão técnica da Chapecoense, além de jornalistas e convidados, foi encontrada e se encontra sob custódia para que seja investigado o caso, segundo informações do jornal El Colombiano.

A perícia do objeto permitirá à Agência Nacional de Aviação da Colômbia identificar a causa do acidente. Mais cedo, o diretor do órgão, Alfredo Bocanegra, disse que a queda pode ter sido resultado de uma pane seca, apesar de tal ocorrência não ser algo comum no setor aéreo. Segundo especialistas, no cálculo de combustível sempre é acrescido grande volume para o caso de o voo precisar ser desviado devido a mau tempo e outros problemas.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia da Antióquia, coronel Wilson Pardo, 65 corpos foram achados no local do acidente e 63 deles já foram trasladados para Medellín. Segundo a Aviação Civil da Colômbia, foram resgatados com vida os jogadores Alan Ruschel, Jackson Follmann e Neto, o jornalista Rafael Henzel e os tripulantes Ximena Suarez e Erwin Tumiri.

O avião da empresa Lamia saiu do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, fez uma escala em Santa Cruz de la Sierra, na Bolíviar e o acidente ocorreu na localidade Cerro Gordo, município de La Unión, na região de Antióquia, explicou a Direção dos Bombeiros da Colômbia em uma mensagem postada nas redes sociais.

Antes de fazer a aproximação para pouso na cidade de Medellín, o avião deu duas voltas até desaparecer definitivamente dos radares. Um porta-voz da Aviação Civil informou à AFP que a aeronave foi reportada como desaparecida às 21h30 (23h30 em Brasília) e que o acidente foi registrado pouco depois.

O governador de Antioquia, estado colombiano, Luis Pérez Gutiérrez, afirmou que, caso o acidente tivesse ocorrido na zona urbana de La Unión, a tragédia poderia ter sido ainda pior.

O avião que transportava o time da Chapecoense a Medellín caiu na noite de segunda-feira (28), no noroeste da Colômbia, onde o time catarinense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional.

A diretoria da Chapecoense divulgou um comunicado sobre o acidente:

"Em função do desencontro das notícias que chegam das mais diversas fontes jornalisticas, dando conta de um acidente com a aeronave que transportava a delegação da Chapecoense, a Associação Chapecoense de Futebol, através de seu vice-presidente Ivan Tozzo, reserva-se o direito de aguardar o pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana, a fim de emitir qualquer nota oficial sobre o acidente. Que Deus esteja com nossos atletas, dirigentes, jornalistas e demais convidados que estão junto com a delegação", diz o texto da publicação.

Leia Também