Sábado, 01 de Outubro de 2016

Zona leste

Após manter ex-namorada refém por 11 h, rapaz é morto pela polícia em SP

21 SET 2016Por FOLHAPRESS07h:29

A recepcionista Patrícia Correia, 29, foi libertada após ser mantida em cárcere privado por cerca de 11 horas pelo ex-namorado Fabiano Crisóstomo, em sua casa no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo, nesta terça-feira (20). Ele foi morto pela polícia.

Pouco depois do 12h, Crisóstomo invadiu a casa da jovem na rua Palha Brava. Ele não aceitava o fim do relacionamento e dizia que iria matá-la, de acordo com a polícia.

Crisóstomo levou a jovem para um quarto, onde começou a fazer ameaças de morte. Para impedir a entrada na casa, ele fez barricadas na janela com um armário e a porta de um móvel.

Uma pessoa ligou para a polícia e o imóvel foi cercado por equipes do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) da Polícia Militar. Durante cerca de 11 horas, os policiais tentaram negociar com Santos a libertação da jovem.

O major Valmor Racorti, responsável pelas negociações, disse que Crisóstomo alternava picos de nervosismo e não solicitava nada.

Segundo Racorti, o jovem levou alguns gêneros alimentícios para permanecer durante um período mais extenso na casa. " O que ele pediu foi água que foi prontamente entregue", disse.

Durante o cárcere, Patrícia foi agredida diversas vezes pelo ex-namorado, que a ameaçava com a faca no pescoço. Por volta das 23h, Racorti disse que os policiais tiveram que agir porque Crisóstomo começou a colocar fogo no imóvel, no cabelo da jovem e a falar que não tinha mais acordo e que ia matá-la.
"Foi um tiro que pegou na parte do rosto dele no momento que foi utilizar o punhal", falou o major. Médicos entraram no imóvel para tentar reanimar o baleado, mas ele não resistiu ao ferimento e morreu. Com ele foi apreendida uma arma de brinquedo e um punhal.

A recepcionista foi retirada da casa em uma maca e com ferimentos da agressão sofrida ao longo do cárcere. Ela foi levada ao Hospital Santa Marcelina, no Itaim Paulista. O estado de saúde não foi informado.

Leia Também