Domingo, 19 de Novembro de 2017

Joss Whedon

Ex-mulher acusa criador de 'Buffy' de infidelidade e de ser falso feminista

21 AGO 2017Por FolhaPress13h:35

Joss Whedon, criador de "Buffy: A Caça-Vampiros" e diretor de "Os Vingadores", foi acusado por sua ex-mulher, Kai Cole, de ser um falso feminista que a traiu múltiplas vezes.

Whedon se tornou um ícone feminista da cultura pop após criar as séries "Buffy" e "Dollhouse", ambas com fortes protagonistas femininas. Ele também foi contratado pela Warner Bros. para dirigir o filme "Batgirl", previsto para ser produzido em 2018.

"Algumas vezes, durante a nossa relação, eu me senti desconfortável com a atenção que ele dava às outras mulheres. Ele sempre teve muitas amigas, mas me disse que isso acontecia devido a sua mãe o ter criado como um feminista", disse ela em entrevista ao site The Wrap.

Cole afirma que após o fim do relacionamento de 15 anos, Whedon contou a verdade sobre sua infidelidade. Ele teria escrito à ex-mulher dizendo que estava cercado por mulheres belas e necessitadas enquanto gravava "Buffy", mas que não podia tocá-las, até que decidiu ter o primeiro caso, esperando que seria o suficiente e que ele poderia superar isso [a atração por outras mulheres].

"Ele me enganou por anos para que tivesse tudo o que desejou", disse Cole. "Todos acreditaram que ele era um homem bom, lutando pelos direitos das mulheres, dedicado ao nosso casamento e às mulheres com quem ele trabalhou. Mas ele usou nosso relacionamento como um escudo".

Ela também afirma que Whedon a traiu diversas vezes ao longo dos anos e que o feminismo expressado em suas obras não passa de hipocrisia.

Um representante de Whedon respondeu ao site dizendo que o relato de Cole "inclui imprecisões e falsas declarações", mas que o diretor iria comentar a entrevista por respeito aos seus filhos e sua ex-mulher.

Leia Também