Quarta, 26 de Julho de 2017

bichos

Com popularidade dos gatos na internet, preconceito fica de lado

4 JAN 2015Por EDUARDO FREGATTO12h:00

Por muito tempo taxados como indiferentes, egoístas e frios, os gatos sofrem com a rejeição e o desprezo das pessoas. Mas graças à internet e à fofura dos felinos, a situação tem mudado. Cada vez mais, quem gosta de animais tem  se rendido aos gatos e deixado a preferência exclusiva por cachorros para trás.

“A popularidade de vídeos e ‘memes’ com gatos na internet ajudou a desmistificar a imagem negativa que muita gente tinha”, opina a barista Tamiris Costa, 26 anos, que se rendeu aos gatos e hoje é apaixonada por sua companheira, a gatinha chamada Tiki

“As pessoas estão começando a entender que gatos não são frios e calculistas, e que na verdade eles apenas têm um jeito diferente de demonstrar atenção e que são ótima companhia e muito engraçados”, complementa.

De fato, o grande número de vídeos na internet envolvendo gatos e suas façanhas, como tocar piano e brincar com crianças, tem trazido uma nova percepção sobre os felinos.

“Aquele mito de que gatos são interesseiros e não gostam do dono ficou no passado. Hoje, não ouço mais coisas assim. Mesmo aquelas pessoas que ainda não gostam de gatos não repetem mais esses mitos”, avalia outra fã dos animais, a servidora pública Luciana Lara, 25 anos, que se diz mãe de quatro felinos (Sophie, Sarah, Duque e Manhoso) e é administradora de uma página no Facebook dedicada aos bichanos, a “Dicas para gateiros”.

Em Campo Grande, a técnica em enfermagem Brandali Silzelda Lemos, 53 anos, defende os gatos com unhas e dentes. “Eles são calmos, inteligentes, dão carinho e amor para gente”, diz. “É só conviver e passar a cuidar,  que a pessoa se apaixona pelo bichinho, são muitos lindos e queridos”, define.

Na última semana, Brandali encontrou um gato abandonado e já o levou para casa. De acordo com ela, os gatos gostam mesmo da casa onde moram, mas não se esquecem dos donos. “Depende se a pessoa dá carinho para ele”, conclui.

Leia Também